application/x-httpd-php header.blade.php ( exported SGML document text )

Formação em Leitura Corporal | Ciclo Básico 2021

Formação em Leitura corporal – Ciclo básico Principais temas abordados: Fígado, olhos e visão – O sentido de propósito Rins - Potencialidades e Autoqualificação Ossos e corporificação do Psiquismo Auto sustentabilidade – fígado, vesícula, baco e pâncreas Sistema digestório - Posse, Poder e Sentido de Competência Sistema Respiratório - O envolvimento, as trocas e as relações Sistema Imunológico - A identidade e o sentido de exclusividade Pele - habilidade da convivência As razões básicas dos adoecimentos Estrutura do curso: - Aulas gravadas liberadas toda semana com o conteúdo teórico para se preparar para os encontros. - Encontros ao vivo semanais - Estudos de anatomia e fisiologia aplicados a leitura corporal - Apostilas e material de apoio - Práticas corporais, recursos e receitas da Leitura Corporal - canal exclusivo no telegram, suporte para dúvidas e grupos de estudos Aulas ao vivo as terças feiras – as 19:00 as 21:00 h Marco a julho / 2021 Inicio: 02/03 Investimento: R$ 1800,00 Programação: A experiência corporificada nasce da vontade do Ser, incorpóreo e espiritual, por desenvolver-se pela via do universo materializado. É este o ponto de partida de todo o pensamento da Leitura Corporal: a ideia de que a existência física é uma escolha intencionada, motivada pelo desejo de aprender e evoluir. Cada vida humana carrega seu sentido, e é no fígado - a Morada da Alma – que se inscreve a consciência dos propósitos para a encarnação atual. O fígado alimenta os olhos – as Janelas da Alma – e guia a percepção e o vislumbre dos muitos caminhos possíveis para o crescimento pessoal. Aula 1: O fígado e a ideia de propósito Aula 2: Olhos e visão A matriz dos atributos e das competências humanas é representada e disponibilizada pelos rins - os Centros Geradores do Estado de Segurança e de Distribuição da Energia de Essência. A atividade renal e de todo o sistema urinário – o Sistema de Desenvolvimento de Potenciais e Qualidades – se relaciona ao movimento da curiosidade, à liberdade de experimentação e à validação das próprias tendências, inclinações e vocações. A base para o desenvolvimento de cada uma das potencialidades humanas está em todos, e o acesso, a apropriação e a maturação de habilidades acontece segundo a história, a vontade e os propósitos individuais de evolução. Aula 3: Rins, Potencialidades e Autoqualificação A vida psíquica, entendida como tudo aquilo que pulsa no interior de cada indivíduo (as inquietudes, os pensamentos, as intenções, os insights, as vontades, as curiosidades, os desejos, e etc.) é transformada em ação concreta através da função dos ossos - os Centros Formadores dos Comportamentos. As células ósseas guardam as memórias formativas da atuação humana, organizam as referências comportamentais natas e adquiridas, e transformam impulsos em ações. A grande proposta dos ossos é dar corpo às pulsões, estimulando a reciclagem contínua dos modos de agir. Aula 4: Ossos e corporificação do Psiquismo É um fascinante atributo humano a capacidade de, a partir de uma matriz comum, desenvolver-se de maneiras absolutamente singulares. Humanizar-se é descobrir como o comum e inerente à espécie acontece particularmente em si. O quarteto abdominal composto por fígado (Centro de Definição da Trajetória de Vida e de Ativação da Assertividade), vesícula biliar (Centro de Armazenamento e Organização das Ideias e Pensamentos), pâncreas (Centro de Estruturação e de Reestruturação dos Caracteres da Pessoa) e baço (Centro de Estimulação e Manutenção da Integridade Pessoal) rege a construção exclusiva da Identidade, e junto com o sistema ósseo (Sistema de Fundamentação do Psiquismo) e com o timo (Centro de Coordenação da Função Imunológica nos Vários Corpos), compõem o Sistema da Autossustentabilidade – que evolui a habilidade de pôr-se de pé no mundo segundo o próprio eixo, construindo para si a sua trajetória. Aulas 5: Quarteto abdominal Aula 6: O Sistema da Autossustentabilidade A singularidade da expressão humana é complementada por sua natureza social. O exclusivo e o comum, a intimidade e a sociabilidade, bem como a emocionalidade e a racionalidade, são esferas que se distinguem, se interpenetram e se retroalimentam. Tanto a autossatisfação consigo no cotidiano privado, quanto a conquista de lugares de importância no universo partilhado são de importância fundamental para a realização da humanidade pessoal. Aula 7: As dimensões do humano (divisões básicas) Cada experiência humana, ancorada no movimento intencionado e propositado do Espírito, se estrutura com os caracteres psíquicos, físicos e contextuais que favorecem os aprendizados que competem ao Ser. As diversas qualidades de nutrientes, para o corpo e para a alma, oferecem os substratos necessários à construção contínua da Identidade e da atuação. A vida é um processo criativo de descoberta, reconhecimento e representação de si e de tudo aquilo que se possui. Aula 8: Posse, Poder e Sentido de Competência Aula 9: Sistema Digestório - Sistema de Seleção e Metabolismo de Ofertas para a Formação A experiência corpórea, concebida como um projeto de aprendizagem, é animada por vontades, curiosidades, medos, desejos, interesses, tendências, afetos, prazeres, entre outros agentes do desenvolvimento. Em cada organismo vibram as guianças mais certeiras para o seu processo genuíno de aprimoramento e qualificação. Aula 10: Forças motrizes do desenvolvimento O Amor acolhe todos os sentires, e amar é tanto estar ao lado do que é afim, como respeitar as distâncias inerentes ao incompatível. Amar a si é aceitar-se, respeitar-se naquilo que é por si sentido, e mover-se no mundo em coerência com os afetos pessoais. Amar ao próximo é aceitá-lo em sua expressão autêntica e permitir-lhe o próprio movimento de vida. Aula 11: Amor, aceitação e movimento afetivo O intercâmbio entre os indivíduos, entre os universos particular e coletivo, acontece a cada ato da respiração. Sem trocas não há vida, e o ato de envolver-se, vincular-se e dedicar-se ao aprofundamento das relações é, para o humano, de importância fundamental. Aula 12: Sistema Respiratório – Sistema de Sustentação dos Processos Vitais e de Composição da Interação. Nos processos de interação, de trocas e de influências mútuas, o Sistema Imunológico – o Sistema de Manutenção da Integridade Pessoal- trabalha para garantir a preservação dos conteúdos, dos valores e da ética que caracteriza a Identidade. Sua proposta é sustentar a abertura para as relações e modificações que delas surgem, sem que haja perda da Individualidade e do sentido da exclusividade. Aula 13: A função Imunológica A arte da convivência começa com o desenvolvimento da habilidade de perceber a si e localizar-se em relação a toda sorte de estímulos externos. É a pele - o Órgão de Desenvolvimento da Convivência – a estrutura dedicada ao reconhecimento dos limites e extensões pessoais. Partícipe do Sistema Imunológico Extenso, a pele vibra a consciência dos próprios contornos e o respeito às divisas que demarcam outras Identidades. Aula 14: A arte da convivência Tudo o que o corpo sente tem valor e tem sentido. Essa premissa básica da LC substancia a ideia de que todo movimento pulsional, orquestrado pelos planos sutis da Consciência, merece ser aceito, acolhido e representado. É o ato da expressão que traz concretude e que cria as bases terrenas para todo tipo de qualificação. Estar presente é manter-se atento ao movimento inerente à vida e permitir-se a genuína transformação. Aula 15: Presença, Expressão e Fluência O Corpo Físico é a representação do Espírito. Nas estruturas corporais estão inscritas todas as matrizes e funções que sustentam a expressão e o desenvolvimento da Individualidade. O organismo biológico é como um livro que ensina todas as funções, que registra os aprendizados e que instrui sobre as necessidades de qualificação e aprimoramento. Aula 16: Funções Gerais de Estruturas, Órgãos e Sistemas Ter saúde é agir no mundo em coerência com o que é sentido. Na discrepância entre o que é vivido internamente e o que é manifesto para si e para o externo está a origem das desordens orgânicas. Os adoecimentos começam com os comportamentos que distanciam o indivíduo da sua essência e da sua trajetória. Aulas 17, 18 e 19: Razões básicas do adoecimento humano Acolher os adoecimentos físicos e psíquicos como recursos para o autodesenvolvimento coloca cada um em posse do seu movimento de vida. A doença existe para que haja fluência e renovação. Sinais e sintomas são antídotos para a estagnação. Aula 20: Interpretação para sinais e sintomas gerais
  • assessment
    Duração do curso
  • schedule
    60 hrs

Avaliações

star_border star_border star_border star_border star_border
0 avaliações